3 lições que aprendi em 2016


Eita ano bom que foi esse 2016. Viajei bastante, matei a saudade da família, completei 75% do meu MBA, apertei muitos sobrinhos, fiz estágio... Foi bom, mas não é só porque é bom que é fácil. No meio disso tudo houveram desafios também. E no meio de tanta coisa boa e complicada, aprendi três lições muito importantes.

Muito FaceTime no verão e barriguinha inchada alguns dias após a cirurgia. Foi tenso mas valeu a pena.
1. Grandes mudanças, mesmo que boas, requerem coragem
Morar sozinha no Texas, longe até mesmo do marido, foi uma das coisas mais difíceis que já fiz, mas foi também uma das experiências mais recompensadoras da minha vida—Nunca aprendi tanto sobre mim mesma. Ir ao médico e descobrir que tinha que fazer cirurgia antes do natal para corrigir a minha endometriose deu medo, mas a esperança de que agora vou finalmente poder engravidar vale cada minuto de dor e de anestesia (Porque acordar da anestesia geral é ruim... Misericórdia). Como disse Fernando Pessoa, "tudo vale a pena se a alma não é pequena". E vale mesmo.

2. O clichê da amizade verdadeira vencer a distância e o tempo é verdade
Depois de seis anos (SEIS ANOS!!!) longe do Brasil, finalmente voltei pra visitar. Uma das melhores partes foi reencontrar amigos até mesmo da época do colégio e sentir como se tivesse sido ontem a última vez que nos vimos. Foi um ótimo lembrete para manter contato com essas pessoas. No final do dia, esses são os meus amigos de verdade.

3. É okay precisar de tempo sozinho
Tem meses, semanas e até mesmo dias que o mundo resolve acontecer de uma vez só. Nessas horas, a melhor maneira de processar tudo é sair pra dar uma volta, caminhar, passar uns dias quietinha pra poder entender o que está acontecendo a sua volta. Houveram dias que eu dispensei a saída com os amigos pra poder ter um dia só pra mim e me reconectar comigo mesma. E olha que eu sou super sociável! Sair sozinha me fazia sentir não só egoísta mas também antisocial. Contudo, esses momentos são necessários e te ajudam a ser uma pessoa melhor. Eu pelo menos aprendi muito sobre mim mesma e quem eu realmente sou, especialmente quando estava morando sozinha no Texas.

E você, quais foram as maiores lições que 2016 te ensinou?

Nenhum comentário

Curtiu? Tem perguntas? Então deixe um comentário!