Aprendendo a Viver Melhor e com Menos

Metas para viver uma vida mais simples

O ano novo está se aproximando, e com a chegada de 2017 vem também as resoluções. Todo ano eu faço uma meta ou outra que geralmente acabo esquecendo durante o ano. Mas, se aprendi alguma coisa no mestrado é que toda meta, além de ser SMART, tem que ser em torno de um objetivo (afinal, sem objetivo fica sem objetividade, haha). E para 2017, o meu objetivo vai ser aprender a viver melhor com menos.

Um tempo atrás eu estava assistindo alguns vídeos da tag "falando de dinheiro" no YouTube e eu fiquei HORRORIZADA como tantas blogueiras, aparentemente bem-sucedidas, falaram que não tem poupança, que vivem quase que de mês a mês e que o maior ralo de dinheiro delas é compras bestas. Eu sou bem responsável com o meu dinheiro, por isso a princípio foi fácil julgar e me sentir melhor do que elas (quem nunca, né?). Mas pode ter certeza que esse senso de superioridade acabou rápido. Assistindo a este vídeo da Juliana Goes, onde ela fala sobre a decisão dela de viver uma vida minimalista, eu me dei conta que, apesar de estar gastando pouco, eu não deixo de ser menos consumista do que todas aquelas blogueiras.

Me dei conta de que estou vivendo o ciclo hedônico do consumismo, sempre buscando coisas novas para saciar o meu desejo pela felicidade momentânea que rola toda vez que compro uma coisa nova, só pra aquela coisa nova perder a graça em pouco tempo e eu ir lá de novo comprar mais. E quando digo coisas novas, não quero dizer apenas roupas e sapatos. São "coisinhas" pra casa, comida que estraga na geladeira, livros que talvez nunca serão lidos—ou que talvez poderiam apenas ter sido emprestados numa biblioteca local... A lista é infinita.

No final, é muito fácil buscar felicidade naqueles momentinhos de compra, nas coisas que brilham, ao invés de buscar verdadeira felicidade nos pequenos momentos que tiram os nossos pés do chão e a nossa vida da rotina. Mas percebi que é exatamente este o tipo de pessoa que quero me tornar: Feliz, cheia de histórias para contar e com uma bagagem mais leve de carregar. Não é só porque eu posso que eu preciso ter mais. Além do que, viver com menos também pode significar uma vida mais feliz.

Isso não quer dizer que não vou fazer compras nunca mais, ou que vou dar metade dos meus móveis e viver com um colchão no chão. Nada disso! O meu objetivo é na verdade aprender a ser feliz com o que tenho, descobrir as minhas verdadeiras necessidades para ajustar minhas aquisições em volta delas e a exercitar o auto-controle. É descobrir quem sou e o que me torna feliz de verdade.

É difícil viver com menos, mas é por isso que quero me dar todo um ano para aprender... E conforme eu for aprendendo, vou compartilhando minhas descobertas por aqui.

"É simples mostrar o brilho de roupas e bugiganga aos olhos dos invejosos. Complicado seria lhes mostrar vestígios de vida interior e pedir que nos invejem por isso." 
Contardo Calligaris

2 comentários

  1. Muito bom!!! Realmente se colocarmos na ponta do lápis tem muitas coisas que compramos somente para saciar um impulso!!! Por isso que tenho me dedicado a aprender mais sobre este assunto também de viver melhor com menos, através de pequenas coisas que as grandes são realizadas!!! Obrigado prima por suas palavras realmente foram inspiradoras.

    Rafael V. Candia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Rafa!!! Fico feliz que tenha ajudado e inspirado. E vc tem razão, através de pequenas coisas grandes são realizadas mesmo!

      Excluir

Curtiu? Tem perguntas? Então deixe um comentário!