2015!

Feliz ano novo!!! Neste primeiro de janeiro, o dia internacional das resoluções de ano novo, estava me perguntando o que quero alcançar neste ano. Será que é agora que vou finalmente perder a pancinha louca e voltar à minha forma física de quando me casei? Vou dar prioridade aos estudos ou à vida profissional? Incluo o blog nas metas?

Tenho metas para até os próximos dez anos porque eu sou neura assim, gosto de saber exatamente para onde estou indo. Mas para este ano, além das três metas grandes que vou focar totalmente, eu tenho também uma palavra que vai ser o meu mantra: flexibilidade.

Este ano, quero me lembrar que nem tudo sai como planejado e tudo bem, situações fogem do nosso controle mesmo. Se saísse tudo como planejado no papel, no momento eu seria uma formanda em publicidade pela USP, trabalhando talvez em alguma agência e morando ainda em São Paulo. Mas eu não passei na USP e hoje estou casada, morando nos EUA, formada em jornalismo por uma universidade americana e trabalhando com marketing digital — um plano B meio improvisado que se saiu muito melhor que encomenda e que eu não trocaria nunca por uma admissão na USP. Não foi o planejado, mas foi muito melhor que o planejado!

Quero lembrar que é bom também curtir o momento, passear mais, conhecer pessoas novas, ler mais livros — e se nada disso acontecer, tudo bem também. Quero mais leveza e menos neura para 2015, mas sem ser #vidaloka de "deixa a vida me levar, vida leva eu". Afinal, eu ainda sei que quero uma barriga tanquinho para este ano.

Um comentário

Curtiu? Tem perguntas? Então deixe um comentário!