Seja feliz, seja grato


A grama do vizinho é sempre mais verde. Por isso, para te consolar porque a sua grama anda meio assim cinzinha, as pessoas dizem que nem tudo é o que parece. Não fique triste se o vizinho tem uma roseira linda e vai colher tomates durante todo o ano. Ele com certeza também tem problemas. É verdade, ele provavelmente tem problemas. Contudo, me incomoda muito essa ideia de que você tem que encontrar conforto na miséria dos outros, como se a vida fosse uma balança com a mesma medida para todos--só dá para ter esse tanto aqui, ó, de felicidade.

Existe um ditado  árabe que diz que a inveja é a falta de fé em si mesmo. Se você se incomoda porque a amiga é rica, a prima viaja o tempo todo, a chefe tem uma carreira bem-sucedida, por que não correr atrás e fazer a sua vida acontecer também? Por que é tão importante assim se sentar e listar o que pode estar dando de errado na vida destas pessoas, como se elas não fossem dignas de tanta felicidade e sucesso?

A felicidade, para mim, é uma escolha. Não, a minha vida não é perfeita e não tenho uma barriguinha sarada como a fulaninha. Mas a culpa não é dela, que acorda todos os dias de manhã e vai pra academia. A culpa é minha, que não faço do meu corpo uma prioridade ou que não aceito o corpo que Deus me deu. A fulaninha não tem nada a ver com a insatisfação que sinto com a minha própria vida.

A solução para ser feliz é ou aceitar a sua situação ou correr atrás dos seus sonhos e fazer a vida acontecer. Na hora que começarmos a nos sentir mais gratos pelo que temos, corrermos atrás de nossos sonhos e metas e sentirmos menos inveja pelo que não temos, a vida vai ficar muito mais feliz e a grama do vizinho vai deixar de ser tão verde assim. Afinal, a cor da grama do vizinho não interessa para quem está feliz de verdade.


Origem da imagem: Tumblr

Nenhum comentário

Curtiu? Tem perguntas? Então deixe um comentário!