A formatura

Depois de milhares de anos postando em inglês (ou pelo menos é assim que me senti), finalmente um post em português! E pra comemorar, vai tudo acentuado bonitinho, já que finalmente instalei o teclado em português no meu laptop.

Essas duas últimas semanas tem sido uma loucura. Além das provas finais e da formatura, eu ainda tive TODA a família aqui em casa, com direito até a tios e vóvis. Acho que foi só agora que consegui sentar e parar pra pensar um pouco em tudo o que aconteceu.

Faz duas semanas que as pessoas vem e me perguntam como é estar formada. O que eu respondo? Não sei. Não faço ideia ainda. Acho que é tudo muito novo, e ainda não caiu a ficha de que acabou, que os meus cinco anos na BYU chegaram ao fim. E é isso. Meta cumprida. Na minha cabeça, eu vou voltar pra facul depois das férias, adicionar mais aulas, e continuar estudando... Afinal, não é isso que tenho feito durante toda a minha vida?

Mas isso não significa que estou parada, chorando em posição fetal na cama. rs. Eu estou tão animada de finalmente ter um pouco de tempo até começar o estágio! Já tenho milhares de itens na minha lista, como plantar vegetais nos vasinhos daqui de casa, aprender a costurar, terminar o meu scrapbook de viagens de 2007-11, fazer geleias para estocar no armazenamento, traduzir textos como voluntaria para o site da igreja SUD (clique aqui para saber mais), etc, etc, etc. É, acho que férias para mim não significa descanso! haahaha.

Nessa foto, todo mundo estava chorando emocionado. Quem será que eu puxei na hora do chororô, hein? Mamis e papis, com certeza! hahahaha

Sério, ele mereceu esse beijinho. Depois de anos me aguentando, levando várias patadas desmerecidas por eu estar estressada com provas e projetos, ele demonstrou ser o melhor marido que eu poderia ter. O Rob não está lindo com essa camisa xadrez? Eu acho que ele está sempre lindo... :)

Sim, a semana da minha formatura foi de muito chororô. Apesar dessa foto estar completamente desfocada, ela significa muito pra mim. Aqui nos EUA, algns formandos carregam no pescoço a faixa da gratidão, que é essa faixa branca que estou usando nas fotos acima. Depois que a formatura acaba, o formando dá essa faixa pra alguém que signifique muito para ele(a). Eu dei para o meu pai, que quando era jovem sonhava em vir estudar na BYU, mas que não teve ninguém que o apoiasse. Eu, ao contrário, tive alguém que me ajudasse, ele. Por isso, ele mereceu essa faixa. Realizei não só o meu sonho, mas o dele também.

3 comentários

  1. Muito fera, Mônica! Parabéns pela conquista!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, parabéns!! Aproveite suas férias permantentes agora da facul, pq daqui a pouco vc vai é estar com saudades... hehe

    Raquel

    ResponderExcluir

Curtiu? Tem perguntas? Então deixe um comentário!